Reclamar pode até ser bom, pode gerar uma mudança, uma melhora. Quem nunca, não é mesmo? Mas vamos combinar que tudo depende da maneira que você faz as coisas.
Quando você é mau atendido em uma loja, você reclama no SAC ou pra sua tia, irmão, mãe, amigos, etc? Quando você está com problemas em lidar com um colega de trabalho/escola, você conversa com ele ou um superior ou comenta da pessoa “com os mais chegados”? Quando você não gosta do que alguém postou no Facebook, detona nos comentários, manda indiretas ou vai elogiar as pessoas que você gosta?
Reclamar é um direito que nós temos. Reclamar por um serviço de saúde digno, por educação, por um bom atendimento, pela qualidade dos produtos que compramos… Mas esse direito não nos permite perturbar a paciência dos outros com “encheção de saco” e muita gente confunde. Passa a vida reclamando, deixa de ver o lado bom das coisas e automaticamente foca no lado ruim.
Come um chocolate, reclamando que vai engordar, vai a praia reclamando que está muito cheia e quando encontra alguém que não vê a muito tempo, reclama que a pessoa sumiu. Olha quantas coisas nos impedem de aproveitar o que realmente importa. Que chocolate é uma delícia, que bom é aproveitar um dia de sol e mar, finalmente matar as saudades de alguém que você quase não vê, entre muitas outras coisas.
Cheguei a conclusão que a reclamação é um vício e para de livrar dele é preciso vontade e um pouco de “simancol”, pois é muito cômodo sentar em frente ao computador e criticar as pessoas que simplesmente estão vivendo suas vidas. Reclamar do governo, sendo que você não faz nada pelo seu país, continua votando errado, comprando produtos sem nota-fiscal e procedência desconhecida, sendo intolerante com seu próximo, bebendo e dirigindo, burlando o imposto de renda. Reclamar do seu trabalho e não tentar se qualificar para algo melhor e por aí vai, não é mesmo?
Sempre convido as pessoas que lêem meus testos a olhar para suas próprias atitudes e tentar melhorar de alguma forma. E se nessa análise, você descobrir que é um “reclamador”, mude sem dó, porque todo “reclamão” é chato!!!
Deixa seu comentário aqui pra esse bate-papo render mais um “cadin”…