Gente, deixa eu abrir meu coração…
Nos últimos meses, eu gastei demais, além do que devia, e agora “tô no aperto”.
Sei que muitas de vocês, apaixonadas por decoração, cosméticos e moda, entendem perfeitamente essa fase, né?
Eu me comportei muito bem a maior parte do ano, mas na reta final de 2014, perdi as estribeiras
Aí eu pergunto, tenho salvação?
É difícil, mas tenho…
Viver no aperto  não deve ser uma opção de vida pra quem trabalha e tem seu salário bonitinho no final do mês. Se algo está errado, com certeza, tem sido a minha relação com o dinheiro.
Tentei identificar os erros, ou seja, para onde está indo meu dinheiro e não me surpreendi.
Pra começar, eu imprimi meu extrato dos últimos 30 dias e comecei a grifar os gastos no débito. 
A conclusão:
Boa parte do dinheiro vai embora com coisas desnecessárias.
Se você quer vir comigo e começar a economizar hoje, veja a listinha de atitudes, muito simples, que podemos aplicar na nossa vida pra nosso “dimdim” não “evaporar”.
1-Deixar o cartão de débito em casa.
99% dos especialistas aconselham a não usar o débito, ao invés disso, comprar com dinheiro vivo, porque assim você fica com dó de gastar!
E não é que é verdade? Sempre que estou com dinheiro na carteira, prefiro passar o cartão pra não ficar “sem nada” em caso de emergência. Esqueça o “vai se Visa”.
2- Não faça Windows shopping com dinheiro
Essa expressão eu não conhecia, mas assim que soube o significado, comecei a aplicar imediatamente.
Sabe quando você vai dar uma “voltinha” no shopping SÓ pra paquerar as vitrines, mas mesmo sem poder ou planejar, leva alguma coisa “no impulso”?
O arrependimento é certo.
Nas próximas vezes, não leve dinheiro nem cartão, se você não precisa ou não pode comprar nada.

3- Fazer lista de compras
Se você for ao mercado sem lista de compras, vai acabar levando o que não precisa e esquecendo o que realmente está faltando, certo?
Sempre faça uma lista antes de ir as compras, não só no supermercado, mas também para farmácia, produtos de beleza, roupas, aniversários, desejos, etc.
Primeiro pense nos itens prioritários, aqueles que você precisa realmente, depois nos presentinhos pra você mesma, afinal, isso também é importante.
Sempre vá as compras com sua lista e, se possível, pesquise preços.
4-Economizar luz e água.
Além de fazer uma grande economia ainda ajuda o meio ambiente.
5- Planilha de gastos
Eu acho um saco preencher essa planilha, mas é extremamente importante para ter controle do que está saindo.
Não precisa ser nada sofisticado, basta ter os seus gastos mensais como cartão de crédito, poupança, luz, água, salão de beleza, provedor de internet, conta de celular, aluguel, carro, gasolina, etc.
Crie também uma coluna para os gastos no débito ou dinheiro, que não são mensais porque é aí que mora o perigo. Coisas como happy hour, um remédio, táxi, entre outros.
6- Elimine um luxo desnecessário.
Se os gastos com o carro estão demais, o aluguel está matando ou os 500 canais da TV a cabo estão pesando, pense na real necessidade de mantê-los.
Leve em conta o que você poderia fazer com o dinheiro extra e se você realmente precisa de tudo isso. Seja honesta com você mesma.
E aí? Prontas pra começar?